Baristas de biquíni são acusadas de prostituição




Cinco baristas que trabalham de biquíni em uma cafeteria em Everett, no estado de Washington (EUA), foram acusadas de prostituição, pois teriam oferecido um menu “secreto” para os consumidores. De acordo com a polícia, as mulheres cobravam dos clientes caso eles quisessem tocar seus seios e nádegas, o que é considerado prostituição na cidade. A polícia investigou durante dois meses. Conforme a polícia, as mulheres mostravam partes íntimas e posavam nuas para fotos se os clientes pagassem por isso. Durante a investigação, um policial disfarçado pagou US$ 20 a duas baristas para elas mostrarem os seios
Share on Google Plus

Sobre Paulo Silva

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.
    Blogger Comment
    Facebook Comment