Escola de Feira é finalista em concurso nacional


A Escola Municipal Célida Soares Rocha, localizada no bairro Rua Nova, é uma das cinco finalistas nacionais do concurso Reciclar é Show, criado pela Tang, marca de suco, cuja iniciativa quer premiar uma escola em todo o Brasil pelo mérito de aliar criatividade, música e a defesa do meio ambiente. A Célida é também a única escola do norte\nordeste a participar da etapa final do concurso que envolveu 100 escolas na primeira fase. A votação nesta fase se dá a partir de hoje, 1º, na página eletrônica do projeto: www.esquadraoverdetang.com.br.
Como finalista, a Célida Rocha já ganhou o prêmio de R$ 15 mil que será investido na aquisição de instrumentos e adequações na escola para o desenvolvimento de aulas de música. Agora ela concorre à recompensa final do projeto: um ano de curso de musicalização com a equipe do maestro João Carlos Martins.
Todas as escolas tiveram o mesmo desafio: desenvolver instrumentos musicais com materiais reciclados, como garrafas pets, tampinhas, latas diversas, papel e embalagens de modo geral. E em seguida, tocá-los, dando som à uma canção que defendesse também a ideia de preservar o meio ambiente, propondo a reutilização dos materiais ou ainda sua devida destinação.
Das cinco escolas classificadas para a etapa final, a escola de Feira de Santana foi a melhor pontuada, alcançando a nota 3,96 de 4,0. Dentre as demais classificadas, três são de São Bernardo do Campo, São Paulo, e a quarta de Betim, Minas Gerais. Elas foram selecionadas por uma comissão julgadora do Reciclar é Show que assistiu aos vídeos produzidos nas escolas pelas próprias crianças e professores a fim de apresentar seus trabalhos.
Foram considerados três aspectos fundamentais: 1, a utilização do material reciclado para desenvolver os instrumentos e o tipo de som retirado dos mesmos, destacando ainda a estética; 2, a criatividade na execução dos instrumentos, ou seja, o que eles exploram musicalmente - ritmo, melodia e composição; 3, originalidade na interpretação, aspecto em que são avaliados a performance, coreografia, figurino, cenários.
Na primeira etapa, todas as escolas contaram com o apoio de um músico educador, contratado pela própria Tang, para orientar alunos e professores na criação dos instrumentos e desenvolvimento musical. "O professor dava orientação e provocava as crianças e educadores, mas a responsabilidade pela criação é deles que construíram juntos. Eles também tiveram que se envolver e buscar em sua comunidade todo o material que pudesse ser transformado em instrumentos", conta Victor Perez, coordenador do Reciclar é Show.
Nesta etapa final, o trabalho das escolas será votado pela internet, a partir de hoje, 1º, na página do concurso: www.esquadraoverdetang.com.br. Um vídeo apresenta o trabalho de cada unidade de ensino e a votação segue até o dia 27 de outubro. O resultado será divulgado também pela internet no dia seguinte.
A iniciativa da Tang integra uma proposta maior que é envolver crianças e adolescentes em torno da preocupação do cuidado com o meio ambiente e o reaproveitamento de certos materiais. "Tratamos de uma questão que é importante para todos, nossa proposta é a de transformar a forma como esses futuros cidadãos encaram o assunto. E a música é o fio condutor mais interessante para fazer isso por que está presente na vida de todos nós, acaba virando diversão", defende Victor.
Share on Google Plus

Sobre Paulo Silva

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.
    Blogger Comment
    Facebook Comment