O número de mulheres no conjunto penal de Feira de santana quadruplicou, afirma Edmundo Dumet


O diretor do conjunto penal de Feira de santana, Edmundo Memeri Dumet em entrevista exclusiva diz que a ação em que foram encontrado armas, drogas e celulares foi planejado  e executado pelos agentes penitenciários e que a imprensa divulgou números equivocados.

PORTAL DA FEIRA- Qual a atual situação do conjunto penal de Feira de Santana, quantos presos existem hoje?
EDMUNDO DUMET-  O presídio tem a capacidade hoje de 610 vagas, mas atualmente abriga 1.200 detentos e isso representa um excedente bastante superado.
PF- O senhor falou em excesso de vagas e como anda as obras de ampliação do presídio?
ED- Bom, a primeira etapa foi inaugurada em outubro de 2012 e a segunda etapa está prevista para o final de setembro e com isso vamos ter mais 608 vagas, então teremos disponível no total cerca de 1.300 vagas incluindo o mini presidio, acredito que em curto prazo dará para atender a demanda de preso no presidio.
PF- A semana passada a PM fez uma operação dentro do presidio onde foram encontradas armas, drogas, celulares e certa quantia em dinheiro, gostaria que o senhor explicasse o que realmente foi encontrado no presidio?
ED- Na verdade não foi a Polícia Militar, nós já tínhamos planejado essa operação e solicitamos apoio e a presença da PM caso houvesse a necessidade e intervenção da PM, mas graças a Deus não houve a necessidade da intervenção da PM,a operação foi feita pelos agentes penitenciário de Feira e alguns de Salvador, fizemos uma revista geral nas celas e encontramos 92 celulares, R$5.800,00(cinco mil e oitocentos reais) em espécie, 500 gramas de maconha, 250 gramas de crack e 30 gramas de cocaína, além de 3 facas do tipo peixeira e uma dezena de xuxo.
Em relação a quantidade de celular apreendidos para o sistema penitenciário 92 celulares em um ambiente onde tem 1.200 presos não é um número alarmante é um número que não deveria existir, e em relação ao valor que foi divulgado pela imprensa de 250 celulares e na verdade foram apenas 92, também foi divulgado que foram encontrado 15 ou 16 mil reais, mas na verdade só foram 5.800 reais e esses cinco mil e oitocentos reais corresponde nada menos do que o dinheiro do preso que trabalham fora e retornam para o presidio e esse dinheiro ao invés dele mandar para o banco ele prefere guardar com ele, são mais de 1.200 presos e sem contar que cada preso tem direito a R$50,00 (cinqüenta reais) por semana para comprar biscoito, lanche, cigarro, pasta de dente e higiene pessoal, se levarmos em conta o dinheiro apreendido não foi um valor tão alto, por isso consideramos que foi uma operação com grande sucesso como nunca foi visto aqui em Feira de Santana.

PF- É observado um aumento muito grande de mulheres no presidio quais são os motivos que tem levado essas mulheres ao presidio?
ED- Há 4 anos atrás nossa população carcerária feminina era cerca de 30 a 40 internas, hoje a população carcerária feminina situa em cerca de 100 a 120 internas o que praticamente quadriplicou a capacidade de mulheres no presidio e cerca de 70% delas são por envolvimento com trafico de drogas.
PF- Quais os investimentos que o Governo do Estado tem feito para dificultar a entrada de drogas e arma no presidio?

ED- A secretaria de administração penitenciaria e ressocialização está investindo maciçamente na aquisição de equipamentos de ultima geração tipo escâner para colocar em todos os presídios da Bahia com isso vai dificultar demasiadamente alguém tentar entrar com arma ou celular nos presídios.  

Share on Google Plus

Sobre Paulo Silva

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.
    Blogger Comment
    Facebook Comment