Aroma ajuda identificar portadores de doença sexualmente transmissível

É possível saber se algum homem é portador de doença sexualmente transmissível apenas pelo olfato. É o que afirma estudo russo publicado na revista Journal of Sexual Medicine. Na pesquisa, as mulheres classificaram o cheiro masculino de homens que estavam com gonorreia como mais desagradáveis do que os que não estavam infectados. Para os pesquisadores, isso ocorre porque o odor do corpo masculino é alterado como reação do sistema imunológico à gonorreia. Já a habilidade feminina de “detectar” os homens com a doença, na opinião deles, se deve por um mecanismo evolucionário para evitar um parceiro de risco. O estudo coletou o suor da axila de 34 homens russos, com idade entre 17 e 25 anos. Treze deles estavam infectados com a doença sexualmente transmissível, 16 eram saudáveis e cinco já haviam tido a doença no passado, mas já estavam curados. Os homens usaram camisetas com almofadas de algodão nas axilas por uma hora e depois o algodão foi colocado em um frasco de vidro. Os pesquisadores pediram a 18 mulheres saudáveis para cheirar e classificar o aroma mais desagradável e descrevê-lo como podre, floral, vegetal, amadeirado, menta e cítrico. As mulheres classificaram 50% dos homens infectados com gonorreia como com aroma podre, enquanto o mesmo termo só foi escolhido para 32% dos homens não infectados. O aroma floral foi presente em 26% dos homens saudáveis, enquanto apenas 10% dos homens com gonorreia ganharam a mesma classificação. Para os pesquisadores, o estudo destaca o papel crucial do sistema imunológico no odor, mas isso não significa que os homens infectados com doenças sexualmente transmissíveis sejam menos atraentes por isso
Share on Google Plus

Sobre Paulo Silva

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.
    Blogger Comment
    Facebook Comment