Bêbada tira a roupa e leva grana de endinheirados


Natalie M. Behnke estava cansada de viver na dureza. Loira, bonita e simpática, ela não emprego e tem residência fixa. Por outro lado, ela bebe - e bebe que nem gente grande.
Em seu último porre, na terça (6/9), ela pensou em um jeito de tirar uma grana que pudesse chamar de sua. Vendo o tanto de carro caro estacionado na frente de um clube adulto de Clearwater, na Flórida (EUA), ela foi juntando as peças até que conseguiu entrar no lugar.O clube, chamado Baby Doll, é um dos lugares preferidos dos milionários da terceira idade que vivem na Flórida. Sabe aqueles lugares que aparecem nos filmes, em que as mulheres ficam dançando seminuas (mais “nuas” do que “semi”) enquanto os homens enfiam cédulas de dinheiro em suas roupas íntimas? Pois sim: o Baby Doll é um desses. A diferença é que ele é pra gente rica e, por isso, as notas são maiores. Behnke chegou lá, tirou a roupa, fez seu show e ganhou uma bela quantia em dinheiro com sua dança – bem menos discreta do que as dançarinas do Baby Doll costumam fazer.
Share on Google Plus

Sobre Paulo Silva

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.
    Blogger Comment
    Facebook Comment