Funcionário público vende um MIG 31 por dez reais



Acredite se quiser, um caça Mig 31 Foxhound foi vendido ilegalmente por um funcionário do governo russo por 153 rublos, o que dá cerca de 5 dólares, ou nove merréis brazucas.O avião vendido a nove pratas devia custar U$ 3,7 milhões. O 171 foi aplicado no governo da Rússia em e só agora divulgado pela imprensa.
“Em março de 2010, enquanto investigavam um caso criminal que envolvia atividades fraudulentas realizadas no momento em que quatro aviões MiG-31 de empresas estatais foram vendidos a particulares, um ex-funcionário da Rosrezerv (agência de reservas do Estado) foi acusado de fraude em larga escala”, disseram os investigadores .
O processo criminal da venda dos jatos foi iniciado no verão de 2009. A venda veio à tona após uma auditoria afim de verificar se os regulamentos foram seguidos durante a venda de itens de fábrica Sokol Aircrafts localizado na cidade de Nizhny Novgorod.
O empregado, que até agora não admitiu sua culpa,vai pegar entre cinco a dez anos de prisão se for considerado culpado.Segundo os promotores, em outubro de 2006 – Julho de 2007, os funcionários não identificados do departamento da Agência de Estado efetuaram ilegalmente a inclusão de quatro MiG-31 (estruturas, sem motores ou armas) em uma lista de itens para venda.Como resultado, os aviões interceptores supersônicos de longa distância que não estavam à venda foram comprados por uma empresa fictícia, Metalsnab, que não tinha o direito de comércio de armas e equipamento militar.
Share on Google Plus

Sobre Paulo Silva

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.
    Blogger Comment
    Facebook Comment