PT VOLTA ATRÁS E RETOMA APOIO A SARNEY


Diante da ameaça de renúncia do presidente do Senado José Sarney (PMDB-AP), a bancada petista recuou e voltou a apoiar a permanência dele no comando do Congresso. Mais cedo, os parlamentares do PT pediram que o peemedebista se afastasse por 30 dias, o que não foi aceito pelo maranhense. O líder do partido na Casa, Aloízio Mercadante (SP), ressaltou a importância da liderança do maranhense para o governo para evitar a decisão pela entregaa do mandato. “O presidente disse que não quer ser um obstáculo ao Senado. Há duas hipóteses neste momento que eu consideraria: a renúncia do presidente Sarney do cargo, mas esta não é a solução, ou a permanência (definitiva) dele. O afastamento temporário não deve prosperar”, afirmou. Tudo agora depende da reunião entre Sarney, os integrantes da legenda e o presidente Lula nesta quinta-feira (2). O chefe do Senado é apontado como pivô na crise da Casa. Ele teria nomeado parentes e amigos e assinado boa parte dos 663 atos secretos que a instituição realizou nos últimos 14 anos. Além de favorecer o próprio neto, José Adriano Sarney, para a oferta irregular de créditos consignados aos servidores do Congresso.
Share on Google Plus

Sobre Paulo Silva

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.
    Blogger Comment
    Facebook Comment